“Mandei suspender”, diz Joãozinho Félix sobre retirada de trailers

 

O prefeito Joãozinho Félix (MDB) afirmou na manhã desta sexta-feira (24), durante entrevista ao Jornal Regional, da rádio Meio Norte, que mandou suspender as notificações para a retirada de trailers das praças da cidade de Campo Maior e de verdureiros que ocupam espaços públicos. Nessa quinta-feira (24), vendedores receberam um prazo de 72h para retirada dos estabelecimentos.


Joãozinho Félix explicou que a medida foi provocada por um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que a gestão anterior assinou com o Ministério Público do Estado do Piauí. Nos últimos meses, segundo o gestor, a Promotoria de Justiça de Campo Maior orientou por quatro vezes que o município cumprisse o acordo.


“Esse TAC foi assinado pelo ex-prefeito Ribinha e ele não cumpriu 2017, 2018, 2019 nem 2020. Esse TAC está correndo multa diária de R$ 1.000 diária. Eu não assinei TAC nenhum. Estou pagando um preço que não é meu. Se eu não tentar cumprir ou resolver essa situação que será punido sou eu”, disse.


Félix declarou que não teria assinado do termo se fosse o prefeito da época e disse que vai pedir um maior prazo até que o município encontre espaços para abrigar os vendedores. “Mandei suspender as notificações, vou provocar na próxima semana o Ministério Público e vou levar uma comissão dos donos de trailers para que o Ministério Público encontre uma solução. Vou pedir ao Dr. Maurício um prazo maior para que encontremos um local para eles’, afirmou.


O prefeito confirmou que a reforma da Praça Rui Barbosa permitirá que uma quantidade de permissionários possam atuar no local e que um projeto para a construção de um espaço público nas proximidades da churrascaria Hawai está em andamento e abrigará os demais vendedores.