Vacinação da Covid-19 em Sigefredo Pacheco será investigada pelo MP

O Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Campo Maior, abriu um procedimento administrativo para investigar a vacinação contra a Covid-19 no município de Sigefredo Pacheco. O órgão quer garantir “respeito à ordem prioritária estabelecida pela Campanha Nacional de Imunização”. 


Segundo o promotor de Justiça Cezario De Souza Cavalcante Neto, “diariamente chegam ao Ministério Público diversas denúncias de possíveis irregularidades na ordem de prioridade da vacinação, bem como reclamações de profissionais que entendem inadequada a relação de funcionários priorizados por unidade de saúde, fatos que estão sendo apurados de forma também individualizada”, disse. 


Leia maisVacinação contra Covid-19 segue lenta em Sigefredo Pacheco


Com a medida, o promotor justificou que busca evitar o chamado "furo de fila" por pessoas não integrantes dos chamados grupo de risco. Cezario Cavalcante afirmou ainda que vai pedir a divulgação da lista de vacinados  para o controle social e transparência quanto à observância de critérios. 


“Instaurar o presente Procedimento Administrativo Nº 20/2021 (SIMP Nº 00046-062/2021), visando a acompanhar e fiscalizar as ações adotadas pelo Município de Sigefredo Pacheco/PI, com o objetivo de garantir a imunização dos públicos- alvos para vacinação e o respeito à ordem prioritária estabelecida pela Campanha Nacional de Vacinação, adotando, caso necessário, ao final, as medidas judiciais cabíveis”, escreveu o promotor no documento. 


Postar um comentário

0 Comentários