Presos da penitenciária de Campo Maior são submetidos a questionário socioeconômico

 A Penitenciária Regional José de Arimateia Barbosa Leite, de Campo Maior, aplicou, na semana passada, um questionário socioeconômico sobre os presos da unidade penal. O objetivo foi traçar o perfil dos internos do local e facilitar a aplicação de políticas públicas voltadas para a reinserção social.

O questionário possui 49 questões, dentre elas, o levantamento sobre a origem dos internos, se são oriundos da zona urbana ou rural, religião, escolaridade, tipificação penal e outros.

“Esse questionário vai ser adotado no momento da inclusão do interno para que a gente possa ter estatísticas, um parâmetro da vida social do interno, fatores preponderantes para identificar socialmente o que leva a pessoa a cometer um crime. Entregaremos os dados aos órgãos competentes para que sejam aplicadas políticas públicas voltadas para a reinserção social dessas pessoas”, comentou o gerente da unidade penal, Hermogem Paz.