Eleição para Câmara de Campo Maior movimenta cenário político

A eleição para a presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior deve movimentar o cenário político local até o dia 1 de janeiro, quando acontece a posse dos parlamentares eleitores e a eleição da nova mesa diretora. 

Por um lado, o vereador Sena Rosa (Progressistas) está definido como candidato da base do prefeito eleito Joãozinho Félix (MDB). O vereador foi escolhido dias após o término da eleição e conseguiu formar maioria com a chegada de Miszarleia, Michele Maroca, Neto dos Corredores e Wildem Brito. Manin Pereira também estaria disposto a votar. Assim, Sena Rosa somaria nove votos na eleição. 

Por outro lado, os vereadores eleitos Junior Lustosa (PSD) e Conceição Lima (PT) disputam, dentro do grupo político liderado pelo prefeito Professor Ribinha e pelo deputado estadual Paulo Martins, o direito de concorrer na eleição para presidência da Câmara Municipal, que acontece no dia 1 de janeiro. 

O Diário apurou que Junior Lustosa atua nos bastidores desde o fim da eleição municipal para viabilizar a candidatura. O atual vereador Edvaldo Lima, por sua vez, entrou em campo essa semana para buscar consenso do grupo entorno do nome de sua esposa, Conceição Lima. 

Articulador reconhecido na política local, ele já teria conquistado o voto do vereador eleito pelo PSL, Zacarias Godim. A reportagem apurou que Edvaldo Lima busca até o final da semana conseguir votos da base formada pelo prefeito eleito Joãozinho Félix. Até o momento, o grupo soma apenas quatro votos.

Postar um comentário

0 Comentários